Seja um voluntário ABJSS

A FANTÁSTICA EXPERIÊNCIA DO VOLUNTARIADO

Por Gianmarco Bisaglia

Há uma estória clássica, que conta que um grande empresário, ao visitar o trabalho de Madre Tereza na Índia, atuando junto a uma população de famintos, doentes, leprosos, ficou muito impressionado e disse: “Madre, eu não faria este trabalho por dinheiro nenhum no mundo”, ao que ela respondeu: “Eu também não…”.

 

Num mundo onde parece que a competitividade, o individualismo e a ganância ganham cada vez mais espaço, até fica esquisito falar em ação voluntária. Por que vamos gastar nosso tempo, e muitas vezes até mesmo nosso dinheiro, trabalhando de graça para os outros?

 

Não há uma resposta simples, que possa servir a todas as pessoas. Ser voluntário é atender a um chamado interno, aquela coceira para realizar alguma coisa; é conseguir se indignar e agir na defesa de uma causa; é perceber que uma nossa iniciativa pode melhorar um pouco o mundo ao nosso redor. Não tem preço.

 

Como podemos medir a importância de garantir mais um mês de alimentação para uma família carente? A sensação de um grupo de crianças vibrar com o resultado de uma gincana? De conseguir salvar uma espécie em extinção? Receber o agradecimento de um portador de deficiência? Sentir na sua consciência que você fez a coisa certa? Não tem preço.

 

Ser voluntário é perceber que somos muito mais importantes para nós mesmos e por isso mesmo tão imprescindíveis para a nossa comunidade, mesmo quando esta comunidade não peça, não pague, e nem mesmo agradeça nossas ações. O resultado do trabalho voluntário muitas vezes não se expressa em números, mas se revela no fortalecimento de nosso espírito, nossa maturidade e nossa compreensão do mundo. É uma escolha pessoal, de não somente ter parte, mas de SER parte e FAZER parte. Não tem preço.

 

Muitas pessoas dizem não serem voluntárias por falta de tempo. O tempo que passamos em frente à TV decorando ano após ano as novelas de uma vida que não é a nossa. O tempo que passamos embriagados de cachaça e conversas de bar. O tempo que dispensamos em falar da vida dos outros. O tempo que nos preocupamos com problemas pequenos. Este tempo que realmente não tem preço, pois não vale nada.

 

A atitude voltada ao coletivo molda o caráter. Quem consegue se importar com o outro, aprende a gostar mais de si mesmo e conhecer o seu papel e seu lugar no mundo. No trabalho voluntário aprendemos a partilhar, trabalhar em grupo, resolver conflitos, negociar, controlar emoções, planejar, organizar, coordenar pessoas, resolver problemas, tomar decisões, elaborar e executar projetos, enfim, todas as habilidades que hoje são esperadas de bons profissionais e desejadas por qualquer empresa. E tudo isto podemos aprender de graça. Não tem preço!

 

Talvez no lugar das novelas que deixamos de assistir possamos incendiar nossa vida participando de um grupo de ação voluntária: um time de futebol que precise um técnico, uma área degradada que precise de reflorestamento, animais doentes que precisam de cuidados, uma festa para ser organizada, discutir segurança em nossa associação de bairro (ou mesmo criar a nossa associação de bairro). E que tal participar de um grupo de “empresários solidários”, levantando fundos para projetos sociais? Atuar junto à sua entidade de classe? Ajudar nossa Santa Casa, nossas escolas, nosso asilo, nossa igreja? E por que não ajudar nossos jovens a encontrarem o seu primeiro emprego? Ou participar dos Conselhos Municipais? Um grupo de combate à obesidade? Uma obra em sistema de mutirão? Fazer a diferença? Nada disso tem preço.

 

Termos a humildade de servir a uma causa ou a uma comunidade nos torna mais humanos. Participarmos da construção do mundo à nossa volta nos torna um pouco grandioso. O voluntariado nos esgota e ao mesmo tempo nos preenche, nos tornando ricos de entusiasmo, esta matéria-prima que nos define e nos torna ao mesmo tempo mais humanos e mais próximos de Deus. Mexa-se!

 

Gianmarco Bisaglia é empresário, diretor da ONG Terceira Via e voluntário há quase 30 anos. Conheceu o nosso trabalho, através do nosso site, elogiou e permitiu que fosse inserido o texto acima no site da Associação Beneficente José Sampaio da Silva.

 

Seja um Voluntário ABJSS

Seu nome (obrigatório)

Idade

Seu e-mail (obrigatório)

Telefone (obrigatório)

Setor em que gostaria de atuar

Disponibilidade de dias e horários